GDF participa do Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Cidades 2023 no Pará

Evento marca a concretização do Projeto CITinova I e lançamento do CITinova II

Nos dias 6 e 7 de agosto, representantes da Secretaria do Meio Ambiente e Proteção Animal do Distrito Federal (SEMA/DF) participaram do Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Cidades 2023, ocorrido em Belém/PA, por ocasião da realização da Cúpula da Amazônia na cidade, contemplando também a finalização do projeto CITinova I e lançamento do CITinova II. Na oportunidade, também lançou-se luzes sobre o Sistema Distrital de Informações Ambientais (Sisdia).

O secretário de Meio Ambiente do DF, Gutemberg Gomes, participou do evento e destacou a importância dos projetos-pilotos desenvolvidos no DF, por ocasião da execução do CITinova. “Foram importantes para orientar o Governo do Distrito Federal na elaboração de modelos de políticas públicas sustentáveis com resultados eficientes já testados e implantados”, afirmou. O CITinova oferece o que há de mais avançado em conteúdo, soluções tecnológicas e ferramentas colaborativas para a promoção de gestão pública integrada, inclusiva, participativa e sustentável.

De acordo com a coordenadora executiva do projeto na SEMA/DF, Nazaré Soares, o evento final do Projeto CITinova reuniu todos os parceiros para compartilhar os resultados, bem como compartilhar experiências e lições aprendidas com as novas cidades beneficiárias do CITinova II. “O DF vai continuar no CITinova II, aportando o conhecimento gerado principalmente na área do Sisdia”, esclareceu.

Segundo a subsecretária de Assuntos Estratégicos, Suzzie Valladares, foi uma ótima oportunidade para o compartilhamento de experiências, sobretudo com relação ao enfrentamento às mudanças do clima. O evento também marcou o lançamento do Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades (IDSC-BR) 2023, uma plataforma online, que sistematiza dados das 5.570 cidades brasileiras na forma de indicadores alinhados com a Agenda 2030. Trata-se de uma iniciativa inovadora no mundo e de apoio para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) por parte dos municípios brasileiros.

Para o subsecretário de Gestão Ambiental e Territorial, Renato Santana, o fórum, bem como o encerramento do CITinova I e início do CITinova II, confirma que ações inovadoras e sustentáveis serão braços fortes para a proteção do meio ambiente. “Um grande exemplo é o SISDIA, que ganhará escala e contribuirá na edição II do CITinova que terá como base as cidades de Teresina, Belém e Florianópolis”, lembrou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *