SEMA/DF realiza evento de encerramento do Projeto Citinova, que promove Cidades Sustentáveis através de Tecnologia e Inovação

A Secretaria do Meio Ambiente e Proteção Animal do Distrito Federal (SEMA/DF) mobilizou servidores, autoridades e parceiros para repercutir Inovação, desenvolvimento sustentável e renovação urbana

Na tarde desta quinta-feira (27/7), no Jardim Botânico de Brasília (JBB), realizou-se evento de encerramento do Projeto CITinova, com a presença de autoridades do Governo Federal, do Governo do Distrito Federal e de parceiros do Projeto. O CITinova oferece o que há de mais avançado em conteúdo, soluções tecnológicas e ferramentas colaborativas para a promoção de gestão pública integrada, inclusiva, participativa e sustentável. O Projeto vem sendo realizado pela Secretaria do Meio Ambiente e Proteção Animal do Distrito Federal desde 2018 e encontra-se em fase de finalização.

Trata-se de uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), financiado pelo Global Environment Facility (GEF) e executado em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e o Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Proteção Animal (SEMA/DF).

De acordo com secretário do Meio Ambiente e Proteção Animal, Gutemberg Gomes, o sentimento não é de encerramento, mas sim da inauguração de uma nova fase. “Não há que se falar em encerramento de ações. Mas sim na conclusão de uma etapa do projeto. O CITInova é um farol para a gente. A partir dele surgiu, por exemplo, a construção da primeira usina fotovoltaica pública do país, em Águas Claras, gerando energia limpa para prédios públicos, escolas, não tenho dúvidas de que estamos no caminho certo”, disse.

Para a coordenadora executiva do projeto na SEMA/DF, Nazaré Soares, o evento de finalização é um momento oportuno para apresentar os resultados do projeto, ao longo de cinco anos, bem como discutir os próximos passos, no sentido de que as iniciativas ganhem escala e se transformem em eventos perenes. “É um momento também de confraternização, de agradecer a todos os parceiros que atuaram efetivamente nesta ação”, comentou.

O subsecretário de Gestão Ambiental e Territorial, Renato Santana, destacou a importância do projeto CITInova- Cidades Sustentáveis, para o desenvolvimento do SISDIA, uma tecnologia pública e gratuita que armazena e compartilha dados espaciais e informações ambientais de todo o DF. “As pesoas estão sedentas para consumir tecnologoa. Nós temos que nos apropriar e fazer reverberar os nossos produtos. Temos que vender bem o resultado do nosso trabalho. Quando digo vender, estou querendo dizer que temos que colocar combustível neste projeto inovador”, afirmou Renato.

Durante os últimos cinco anos, o Projeto CITinova promoveu o desenvolvimento sustentável no Distrito Federal, em especial na Bacia do Paranoá e na Bacia do Descoberto, além de importantes ações ligadas à agenda da Mudança do Clima. Para tanto, realizou ações para difundir, capacitar e promover boas práticas e tecnologias pela segurança hídrica e climática, com foco na valorização de sistemas agroflorestais, no reaproveitamento de água, no uso de energia solar fotovoltaica e na recuperação da vegetação de Cerrado para proteção dos recursos hídricos e enfrentamento à mudança do clima do Distrito Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *